Pesquisar neste blogue

domingo, 19 de junho de 2011

JOGO DO ATAQUE MÓVEL


Nessa matéria iremos dar continuidade ao treinamento de futsal através dos jogos coletivos, lembrando mais uma vez que quanto mais aproximarmos os nossos treinos com a realidade, melhor será a questão da aprendizagem por parte dos atletas e também será melhor a resposta final do treinamento.

Nome do Jogo: ATAQUE MOVÉL

Objetivo: Posse de bola / Ataque: Valorizar a posse de bola, ocupação dos espaços vazio em quadra e tomadas de decisões, ataque em vantagem númerica 3x2 e marcação com abordagens e coberturas.

    Desenvolvimento:
  1. Dividir-se o grupo em duas equipes: equipe Vermelha ( Defendendo com 2 em cada lado da quadra ), equipe Preta atacando, sendo um lado com Pivô no fundo de quadra os outros 3 na linha central da quadra.O técnico determina os dois jogadores da equipe preta que poderão atacar para os dois lados, sendo esses chamados de apoio do ataque;
  2. O ataque poderá ser realizado apenas com 2 toques na bola, sendo que o 3º toque apenas para finalizar em gol;
  3. Se a equipe vermelha recuperar a bola, deverá executar dez toques entre si, contabilizando um ponto, no qual permanecerá com a bola até que a outra equipe recupere;
  4. Os goleiros poderão participar da posse de bola, respeitando sempre a nova regra para os goleiros;
  5. Instruções ao jogadores de ataque: Realizar sempre as buscas e aproximações para tabelas fazendo assim a superioridade númerica. Defesa: Realizar as coberturas quando necessárias ( inclusive o goleiro ), fechar sempre os passes de diagonal/ala, induzir sempre o jogador de ataque para linha lateral de quadra e realizar a leitura dos jogadores atacantes com relação aos seus pés dominantes ( Passes e finalizações );
  6. A cada cinco ataques invertem as posições da equipes.

    video
     
    Profº Fernando Romano Aux.Técnico Futsal Portuguesa de Desportos  Categorias Sub-13,sub-15 e sub-17
    
    

quinta-feira, 9 de junho de 2011

Técnicismo Não Ensina a Técnica do Jogo.

Através de diversos estudos ligados ao futsal junto a Pós Graduação e estágio realizados junto aos profissionais mais competentes ( Fernando Ferretti foto ao lado), me fez refleti na forma de ensinarmos o futsal para os alunos da escola e atletas federados. Muitos profissionais ainda persistente naquela metodologia ultrapassada de ensinamento através do método tecnicista ou através de situações que vão além da realidade do futebol e futsal.

Lembro muito bem, no ano de 2009 quando Flamengo foi o campeão brasileiro de futebol, assistindo um vídeo do glorioso técnico Andrade ( aliás por onde ele anda???? ).O vídeo mostrava um treinamento de ataque do Flamengo, o treino era bem simples e os craque da equipe apareciam no trabalho, vou detalhar resumidamente: o volante Maldonado realizava um passe em profundidade para o lateral Juan, esse chegava a linha de fundo e cruzava para o Imperador Adriano; esse com toda categoria dominava a bola no peito dava uma paradinha e tocava bola para o lado contrário do goleiro Bruno que estava caido no chão, tudo era muito lindo, sensacional para torcida e para nós profissionais que trabalhamos com futebol e futsal?

Isso é uma prova de métodos de treinamento ultrapassados e digo à todos os leitores que ainda existem muitos profissionais trabalhando assim através de métodos tecnicista, treinamentos realizados sem situações de jogo etc.... Aliás voltando ao treino do Flamengo, será que aquela jogada acontece com frequência no futebol atual? o lateral consegue receber a bola sem marcação na linha de fundo? e o atacante consegue dominar a bola no peito e realizar a paradinha com calma no meio das grandes muralhas que são os zagueiros? CLARO QUE NÃO.

Aproveitando o tema abaixo segue um texto do meu grande amigo especializado em futebol e futsal, professor Enio, esse texto esta disponível e aberto ao um debate na Comunidade Centro Esportivo Virtual, cujo o endereçõ do site é: http://cev.org.br/comunidade/futsal/debate/tecnicismo-nao-ensina-tecnica-jogo, deixem seu recado sobre o assunto.

Técnicismo Não Ensina a Técnica do Jogo.


Charles Chaplin em seu filme: TEMPOS MODERNOS, focaliza a vida do na sociedade industrial caracterizada pela produção com base no sistema de linha de montagem e especialização do trabalho. Exemplificando, um operário se especializava em um determinado parafuso de um rádio e só fazia aquilo o dia todo, se tornando num excelente apertador de parafusos, mas não sabendo como construir o rádio todo. Ele só será um bom construtor de rádios, se ao longo da vida, construir muitos rádios e com isto desenvolver técnicas cada vez mais apuradas e eficientes na construção destes rádios.
Garganta (1998, p.22), apoiado em Mauss (1980), destaca que a técnica esta relacionada com “as diferentes formas de utilização do corpo com os constrangimentos impostos pelas características das respectivas modalidades desportivas”.
Com base na afirmação acima, conclui-se que aprender a técnica do jogo nada mais é que aprender a “jogar o jogo”, aprender a técnica de se construir um rádio nada mais é que entender o que é um rádio e fabricar diversos rádios completos e não só apertar parafusos isolados.
Se eu fraguimento o jogo e ensino partes deste jogo, exemplificando: um aluno que driba cones e chuta ao gol, com o tempo ele se tornara um excelente driblador de cones seguido de chutes a gol, eu não estou ensinando este aluno a “jogar o jogo”, a entender o que é o jogo, eu não estou ensinando a TÉCNICA DO JOGO.
Posso concluir então que o tecnicismo não ensina a TÉCNICA DO JOGO.

Profº Fernando Romano
Aux.Técnico Futsal Portuguesa de Desportos 
Categorias Sub-13,sub-15 e sub-17

terça-feira, 7 de junho de 2011

Treinamento tático na forma de jogos coletivos

Os jogos coletivos, tem como objetivo exigir do atleta um poder de criação, adaptação e tomadas de decisões nas circunstâncias do jogo do futsal, além do que auxiliam no condicionamento físico da equipe pela dinâmica e intesidade do treinamento.

Esses jogos apresentam regras adaptadas, baseadas sempre nas situações ocorridas durante a partida e com isso exige que o atleta pense em soluções diferentes do cotidiano e assim este irá aumentar seu repertório cognitivo nas questões táticas do futsal, tais como, leitura de jogo e suas respostas imediatas.

Abaixo consta um vídeo de um jogo de inferioridade númerica, cujo o objetivo principal é treinar a defesa em situações adversas realizando coberturas e fechando sempre linhas de passes ( Diagonais ).



Descrição do jogo:

Inicia-se o jogo dividindo a quadra em 2 partes;
Em um lado uma situação 3x2;
Outro lado uma situação 2x1;
Na situação 3x2, a defesa marcará zona fechando sempre as diagonais e fazendo cobertura, inclusive o GOLEIRO; 
E o ataque realizando movimentações de fundo de quadra,
Outro lado da quadra os jogadores aguardarão o passe para finalizar o contra ataque;

Regras:

Qdo os defensores, na situação ( 3x2 ) roubarem a bola o ataque ( 3 jogadores) saíra da jogada, no qual a defesa irá realizar a trasição DEFESA X ATAQUE com um passe longo para o ataque finalizar em gol;
Na situação de 2x1 , quem arma a jogada não poderá avançar a linha traçada próxima a área do goleiro;
Todas as finalizações deverão ocorres fora da área adversária.


video


Profº Fernando Romano
Aux.Técnico Futsal Portuguesa de Desportos 
Categorias Sub-13,sub-15 e sub-17

Padrões ofensivos no futsal

Padrões de jogo são movimentações repetitivas que a equpe executa com posse de bola dentro de um sistema de jogo.Um padrão bem organizado faz com que a equipe mantenha a POSSE DE BOLA, o treinador tem o controle de sua equipe o que possibilita determinar algumas ações do jogo:
  1. Troca de passes em zonas da quadra que não ofereçam riscos de perda da posse de bola;
  2. Deslocamentos dos jogadores em zonas da quadra que mantenham um equilíbrio defensivo e ofensivo;
  3. Determinar as zonas de finalizaçã.
Objetivos:

  1. Visa procurar um melhor posicionamento dos jogadores da equipe para executar uma manobra ofensiva;
  2. Abre espaços na quadra de jogo para as infiltrações dos jogadores com ou sem a bola;
  3. Facilita as saídas de pressão impostas pela marcação adversária.
Exemplos de padrões ofensivos mais utlizados:

  1. Padrão de Paralela;
  2. Padrão de Diagonal;
  3. Padrão ala/pivô;
  4. Padrão Redondo.
No video abaixo segue um exemplo de um padrão ofensivo, no qual o ataque parte do sistema 3x1, variando para o 2x2 com finalização na ala.



video

Profº Fernando Romano
Aux.Técnico Futsal Portuguesa de Desportos 
Categorias Sub-13,sub-15 e sub-17